Ataques impulsionam mercado de segurança multinuvem

Relatório inclui também padrões regulatórios mais rigorosos com estímulos à adoção de soluções de segurança multinuvem
Da Redação
08/03/2023

Padrões regulatórios mais rigorosos e ameaças cibernéticas crescentes estão impulsionando a adoção de soluções de segurança multinuvem, informa a Research and Markets em seu relatório recém-divulgado o qual projeta que o mercado global de segurança multinuvem crescerá de US$ 4,4 bilhões em 2022 para US$ 10,5 bilhões até 2027, o que, se confirmado, representará uma taxa média de crescimento anual composto (CAGR, na sigla em inglês) de 18,7%.

O relatório diz que um ambiente multinuvem implica que uma empresa está usando várias nuvens públicas diferentes, em vez de misturar nuvens públicas e privadas. Normalmente, essa estratégia é usada se a organização tiver uma variedade de necessidades que não podem ser atendidas por um único provedor de nuvem pública.

“O uso de soluções multinuvem permite que as empresas troquem de fornecedores e serviços de acordo com os requisitos, dando às pequenas e médias empresas [PMEs] a alavancagem para aumentar a produtividade e a funcionalidade”, afirma o relatório. “A implantação multinuvem ajuda a evitar o bloqueio do fornecedor, avalia os termos e condições de cada serviço de nuvem do fornecedor e oferece suporte ao ganho de lucro. Além disso, os crimes cibernéticos estão crescendo em sofisticação, adicionando riscos às redes de TI das empresas”, completa o estudo.

Um estudo global de 2021 da IBM sobre a adoção da nuvem também mostra um aumento na popularidade de várias nuvens, pois descobriu que as organizações estão mudando de um único fornecedor de nuvem em favor de uma arquitetura de TI híbrida e multinuvem, em parte para aliviar as preocupações com segurança.

A IBM também citou a dependência do fornecedor como uma barreira significativa para melhorar o desempenho dos negócios na nuvem e apontou os ambientes multinuvem como uma solução potencial. A combinação de escalabilidade, economia e evitar o bloqueio de fornecedores fornece um caso atraente para um ambiente multinuvem.

Embora as arquiteturas multinuvem ofereçam maior escalabilidade, os tomadores de decisão de TI também devem considerar os riscos de segurança e outras barreiras à adoção. O fato de o mercado de soluções de segurança multinuvem estar crescendo mostra que os tomadores de decisão de TI entendem os riscos de segurança que acompanham as tecnologias de nuvem.

Em um relatório do ano passado da Nutanix, os profissionais de TI pesquisados que trabalham no setor de saúde concordaram que uma arquitetura híbrida de várias nuvens era ideal para suas organizações. Mais da metade dos entrevistados disseram que esperavam usar um ambiente multinuvem em um a três anos.

No entanto, os entrevistados também citaram a mobilidade de aplicativos, a integração de dados em nuvens e o gerenciamento de custos entre os principais desafios de várias nuvens no setor de saúde. Além disso, as preocupações com privacidade e conformidade foram os principais motivos para não mover os aplicativos para uma infraestrutura diferente.

Um relatório de 2021 conduzido pela Sapio Research em nome da Prosimo descobriu que quase metade dos líderes de TI entrevistados relataram dificuldades para equilibrar o desempenho e a segurança dos aplicativos como o principal desafio de desempenho quando se trata de implementar uma infraestrutura multinuvem.

Por outro lado, mais de 60% dos entrevistados compararam medidas de segurança consistentes com o sucesso da infraestrutura multinuvem, mostrando que a falta de segurança é um dos principais inibidores para as organizações que adotam estratégias de rede multinuvem.

Mais de 55% dos entrevistados disseram que manter políticas de segurança consistentes em ambientes de nuvem foi um dos maiores desafios de segurança quando se trata de várias nuvens. Além disso, 57% dos entrevistados identificaram como um grande obstáculo permitir o acesso à rede de confiança zero (ZTNA) para cargas de trabalho na nuvem entre os provedores.

Veja isso
Gastos com segurança na nuvem devem aumentar 27% em 2023
CISOs da AL citam desafios para proteger aplicações na nuvem

A segurança continua sendo uma questão fundamental quando se trata de adoção da nuvem, muitas vezes devido a desafios de gerenciamento de riscos por parte do adotante. Na verdade, o gerenciamento de riscos de segurança na nuvem ficou em quinto lugar na lista da ECRI dos “dez principais riscos de tecnologia de saúde para 2023”.

“Para se proteger contra um evento de segurança consequente, uma organização de prestação de serviços de saúde deve avaliar como um provedor de nuvem protege a funcionalidade de seu sistema e a confidencialidade e disponibilidade dos dados do paciente”, recomendou a ECRI. “Além disso, a organização deve implementar controles internos de segurança adequados para reduzir os riscos.”

Apesar do entusiasmo em torno do mercado multinuvem, o novo relatório Research and Markets sugere que “espera-se que a experiência qualificada limitada para implantação de soluções de segurança multinuvem impeça o crescimento do mercado”.Como a adoção da nuvem continua a se expandir rapidamente, é um bom sinal de que as soluções de segurança relevantes também estejam crescendo em popularidade. Com os controles de segurança adequados, as instituições de assistência médica podem aproveitar os benefícios da nuvem enquanto mantêm os dados seguros, diz o estudo.

Compartilhar:

Últimas Notícias